quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Verde

Carol :)
cá está a tal história do cabelo verde...

Quando trabalhava em perfumaria eu e profissionais ligados ao ramo faziamos trocas de serviços...
Ou seja,eu maquilhava as cabeleireiras de borla e...elas faziam coisas ao meu cabelo também a custo zero.Foi numa dessas trocas que a desgraça aconteceu...
Era dia de S. Valentim...e eu ia jantar fora com o meu mais que tudo da altura,decidi dar um jeito no visual e...umas madeixas no meu cabelito até aos ombros...vinham mesmo a calhar!Ainda por cima de graça...
Já tinha maquilhado a cabeleireira para o jantar dela,portanto...
Vou só explicar,que tudo aconteceu com público porque estavamos numa feira de cosmética onde haviam vários stands de demonstração.Eu estava num stand que fazia maquilhagens,ao lado estava o cabeleireiro.
Continuando...
Sentei na cadeira depois de lavar o cabelo, e ela começa a preparar as pratas,enquanto se enaltece como profissional ao pé de mim... sobre os vários trabalhos e celebridades com quem tinha trabalhado,blá,blá,blá,que já tinha ido a não sei quantas mil formações a Paris,que percebia imeeeenso de côr e que iria fazer umas Ma-Ra-Vi-Lho-Sas madeixas douradas!
-Demora muito tempo?
-Conta com uma hora pelo menos!
-Então força!...
Recostei-me na cadeira.Iria descansar!Tinha trabalhado muito,ia relaxar...pego no livro que andava a ler .imaginava-me no restaurante com ele a elogiar os reflexos doirados por baixo da luz....
Passado algum tempo vem tirar as pratas.Eu espreito no espelho para ver a côr e observo algo parecido com loiro claro...
-Ainda tem de ficar mais um pouco....-diz.
-A sério?!já tá Loiro!...
-Sim!Mas a côr não é esta!- não deixava dúvidas!Além de mais a sra era uma expert...
Finalmente tirou as pratas e a minha primeira reacção:
-Humm...Parece que tá um pouco....verde?
-Verde?!Que horror!Tens com cada ideia!Vamos lavar outra vez...e depois secar.
Eu já estava a ficar nervosa,havia montes de espelhos e cada vez que me reflectia...parecia verde alface suave,ou algo assim...Mas tenho miopia... e aquelas luzes enganavam...fui-me só olhando desconfiada.
Foi no fim do trabalho artistico,que me saltou a tampa!
Seco o cabelo TINHA uma espécie de auréola verde,no comprimento haviam riscos de outros tons também eles verdes.O público que assistia adorou!

-fiquei tão enervada que telefonei ao gajo da altura,a chorar...
-demorou três horas para que o meu cabelo voltasse a ser de novo castanho,o que não foi possivel,porque a feira estava a fechar,por isso ficou....preto!
-sobre o reflexos de luz no meu cabelo...alguns fios,garantiram-me e mais tarde verifiquei...eram esbranqiçados...Mas só vistos com a luz a focar....
-nunca mais fiz madeixas!

-nunca soube o que aconteceu...

.

11 comentários:

Ianita disse...

Tu pareces-me menina para ter idade de se lembrar da Ana dos Cabelos Ruivos, não?

O sonho dela era ter o cabelo preto. E um dia comprou tinta preta a um vendedor... tentou pintar o cabelo e ficou com ele verde... Nunca mais me esqueci deste episódio porque ela depois teve de cortar o cabelo curtinho e achava que ia ficar horrível e a verdade é que os miúdos na escola adoraram... e eu tinha o cabelo curto e não gostava por isso...

Bem... Para vermos que o que passa nos desenhos animados pode muito bem passar-se na vida :)

Kisses

Sayuri disse...

Não há nada como o nosso próprio brilho! :)

Lita disse...

A minha amiga Dinamene tinha o cabelo esverdeado... era natural e eu adorava!!! Mas percebo que com a cor do teu cabelo, era capaz de sre um bocadinho... assustador? LOL

Hélio disse...

Quimicamente é facil de explicar: quando vais pintar o cabelo, o corante ou se aloja dentro da estrutura ou adere à superfície, sendo que é melhor o que se aloja na estrutura... por isso é que é preciso tempo para actuar, é mais demorado. Se o cabelo tiver um tom mais escuro, é necessário não só anular esse tom escuro, como também substituir pelo mais claro... e acho que é aqui que o amoníaco que a tinta poderia ter, entra... ficou tt tempo que a reacção (em contacto com a prata, que agiu como "acelerador" da reacção) eliminou por completo o castanho e modificou quimicamente o corante... esse tom esverdeado poderá ter vindo daí.
Beijinhos :)

Kaila disse...

Ianita
Lembro me perfeitamente!
Também tive uma panca por pintar o cabelo de preto nas minhas depressoes de juventude...

Sayuri
O meu brilho naquela noite estava em baixa.

Lita
Assustador é um elogio!...

Hélio
Acreditas se disser que sabia disso?;)
Mas algo inexplicável ocorreu porque a reacção quimica acelarada pelas pratas por excesso de tempo teria de dar algo parecido com roxo.
Mas também vou para o excesso de tempo + corante estragado.
:)

Hélio disse...

Hmmmmmm... roxo... não tinhas o cabelo pintado/com madeixas antes dessa vez?... podia ser por aí...

Kaila disse...

Hélio
Estou de queixo caido....
LOL

Perdeu-se um mestre cabeleireiro?
Foi isso mesmo!...
A ciência resolve tudo...

Hélio disse...

;) Perdeu-se um mestre cabeleireiro (entre outras coisas, mas ganhou-se um bioquímico! :D Quando se colocam as questões, as respostas aparecem...

Kaila disse...

Hélio
Nem mais!;)

carol disse...

Oh Kaila,

Há realmente qualquer coisa estranha a passar-se entre os nossos blogs. Para além do meu blog desaparecer da tua lista, reparei agora que também desaparecem comentários que escrevo.
Ontem comentei este post e agora vi que o comentário desaparceu!!
Isto é muito estranho. :(
Bom, fiquei aterrorizada com esta aventura no cabeleireiro. É mesmo muito azar. Coitadinha!!
Vamos lá ver se o post não desaparece outra vez... :)
Beijocas

Kaila disse...

´Passa-se não é?

Ontem não vi cá nada!Mas hoje ficou...
Ainda bem!...
LOL

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Prendas

Ocorreu um erro neste dispositivo