sábado, 3 de janeiro de 2009

Porque falei em Ria Formosa e alguém falou em lama....

Tive uma adolescência enriquecedora!...cheia de emoções,de amizades...de muitos risos.Todos os verões eu era refrescada por aventuras mil!Todos os Verões havia também o ritual de sempre...Era altura do passeio que durava uma tarde inteira e que acabava com milhares de banhos de mar...
Esse passeio era também caracterizado por "n" acidentes de percurso.Porque era duro atravessar muitos metros de ria em maré vazia... era duro enfiarmos-nos pelo Parque Nacional da Ria Formosa,andar desalmadamente por entre mato seco,enseadas gigantes de ervas maiores que nós até chegarmos ao observatório das aves e depois prosseguirmos até á Quinta do Lago e fazermos os kilometros percorridos de volta,mas agora sempre pela praia e enganando o calor de Agosto ou Setembro com o mar.Mas valia sempre a pena,todos adoravamos Natureza!
E adoravamos o Ludo,aquela zona...pela beleza,e pelas histórias contadas...
O nosso último passeio foi para mim o mais divertido...
Ia ser sempre a abrir,sem paragens... mais crescidos e  peritos naquilo !

Dele lembro de estarmos verdadeiramente preparados,pois já tinhamos aprendido que as barrigadas de fome e as verdadeiras sedes de morte não ajudavam em nada o nosso esforço...Eu já aprendera a levar água para não ter de pagar 5OO$OO,por uma garrafa de água há 15 anos atrás,das pequenas...no primeiro sitio com vida sem ser animal ,depois da tortura!

Por isso,estavamos todos animados até a tia do Duarte resolver que nesse ano ia connosco no famoso passeio...Nunca esquecerei as nossas caras depois de insistirmos bastante que fosse vestir algo que não fosse aquele biquini e chinelos.Ela disse que não!Que estava bem assim...Mais sábia que nós .Tivemos de respeitar...
Inicio de caminhada...

  • Primeira paragem de emergência:
-a tia do Duarte não quis que ninguém a ajudasse a atravessar a vala de lodo,e está atolada até ás orelhas...

  • Segunda paragem de emergência:
-Duarte sobe a um pinheiro gigante,daqueles que não se vêem o topo,para uma exibição máscula para as meninas e demora uma eternidade,porque afinal descer mete alguma confusão...
  • terceira paragem de emergência:
-o grupo tenta convencer Kaila que afinal ela não tem vertigens,coisa descoberta na hora,depois de ter subido ao obeservatório porque queria ver os "patinhos"...

  • quarta paragem
-esta para pressionarem Duarte auto-intitulado,o guia do passeio...
Depois de Lita e Kaila lançarem a "bomba de que haviam andado ás voltas não saindo da mesma zona,apresentando provas sobre o facto

  • quinta paragem de emergência
-Lita para o grupo,porque Kaila não lhe responde há mais de cinco minutos...
Kaila foi encontrada camuflada  dentro de uma moita que crescia num buraco enorme!
  • sexta paragem(esta dava jeito)
-o grupo observa Duarte,na sua perseguissão a uma pobre perdiz que passeava no campo de golfe,
fingindo interresse...
venha cá minha menina,itiriitiritiiiii(chamamento...)venha cá minha menina!

  • A seguir só paramos á beira-mar...

5 comentários:

Lita disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lita disse...

Grandes passeios... LOL!!! Agora me recordo porque é que duravam tantas horas!!!

Kaila disse...

Exacto!Vendo assim "de fora"...;)

Sofia disse...

lol

estive na ria formosa há pouco tempo.

Beijinho e obrigada pela visita!

Kaila disse...

Sofia Apeteceu-me ir ao teu blog e voltarei sempre que me apeteça.lol

é bonita ao ria...

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Prendas

Ocorreu um erro neste dispositivo