terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Sou alma

Sou alma andante...
no mundo que atravesso.
Sou luta constante...que não esmorece.
Mesmo quando vejo o que é normal...
E dentro da minha prece.
Não vejo sentido tal...

Sou tela de um pintor qualquer..
Pintou-me nua...sem véu
Por baixo de um qualquer céu.

Eu ali ...sem me esconder.
Sou alma abstracta.
Sem planos,certezas ou pressas.

Alma que desperta.
E olha o mundo.
Sozinha olha por si.
Finalmente .
E de repente!

O nervoso a sacudir as veias.
Alma alerta!
Colorida de incertezas,
Na tela por acabar.

.

3 comentários:

Lita disse...

Bonito o teu poema... apesar de saberes como é que eu queria acabá-lo!!! Com o muso inspirador! ;)

Kayla disse...

Bem....neste caso,não foi muso...looool

Mas de facto,é melhor ficar como está!ok?!

LOOOOOOOOL!!!!

Andy disse...

Lindo. gostei muito. Bjinho

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Prendas

Ocorreu um erro neste dispositivo