segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Sentir-te

É verdade...Aceitei as condições,disse sim... não vamos ser namorados,sim...porque não querias e eu na verdade também não.Ou pelo menos a ter aquilo que conheço por relação;que não reconheço.Sim,porque se quissesse ser tua namorada,eu prefiro o termo companheira,tu deixarias pura e simplesmente de aparecer.
Em verdade,não sei se acreditaste em mim.Mas foi a maneira...
Não sei o que sentes,o que pensas...apetecia-me falar do que sinto por ti,mas estás a comandar tudo...e só queria dizer:-Porque pensas que fui atrás de ti?...não sei como mas fui.
Porque pensas que sorrio sempre para ti?
Ou te recebo a qualquer hora?...na minha liberdade.
Quando no meio da confusão não estamos juntos...mas estamos juntos!E é o segredo que provoca a cumplicidade...e tenho de desviar o olhar,porque senão levanto-me ,corro, vou para o meio dos teus braços.Quando me abraças; sinto-me realmente abraçada....
Desvio o olhar,mas sabes tu,que o meu coração demora muuuito tempo para voltar ao compasso normal,e as mãos...
Sabes?...

Mas o bom seria dizer-te ,sem medo de te perder...já sei que é o medo que nos ata,já sei ...
Porque pensas tu que fui atrás?
Lembro o teu olhar azul...e quero!

Não quero prender-te...nem que me prendas...
Mas gostava que em dias como o de hoje,pudesse pura e simplesmente sentir-te!
E continuo com esta certeza...
vais gostar de me sentir...se me deixares...
.

4 comentários:

Lita disse...

Bonito...gostei, apesar de ser um tanto ou quanto... doloroso!

kaila disse...

Doloroso não...contido, talvez...por isso é que está aqui;)

Lita disse...

;) Sim, eu sei. Foi mais projecção... ;)

Sayuri disse...

...isto lembra-me o inicio de uma história minha...

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Prendas

Ocorreu um erro neste dispositivo