terça-feira, 17 de março de 2009

Cartas da Princesa Lua ao Rei Sol

Deixo-vos aqui um trecho de um livro que ando a ler.Espero que gostem:)

"Cartas da Princesa Lua ao Rei Sol"



"...respondo meu amor ás tuas hesitações,sem tristezas,algumas melancolias,por saber que doi por vezes
mas essas melancolias não são para ti querido,fazem apenas e só parte de imperfeições.


Eu não pertenço a ninguém...
Ninguém me pertence também.
Não é doce nenhum esta constatação,chegarmos aqui na nossa vida e ela oferece este caderno em branco,lindo por estrear e sussurra-te baixinho:
Escreve,escreve como o sentes,como te sentes a aprender a amar alguém fora do teu espaço,mas sempre no coração.encontrar o equilibrio é complicado ,mas sei que não impossivel.
Nada é, querido...

Sei do fundo do coração meu amor,sei que tu és de facto uma alma livre,sei.Senti.
Aqui vou ver o que é ser livre.
E quando estamos dispostos a aprender.
Não te digo que é fácil,que não custa nada,que não desejei tanto e com tantas forças,mas as forças faziam-me acordar.
Não queria da mesma maneira.Não quero amores dramáticos.
Nem amores com amarras.
O que acontece é que por vezes doí sentir que esses medos têm de sair de nós,sabemos que isso tem de acontecer,mas parece que o sentir está viciado.
E recuamos para ver,melhor.
Recuo para os meus medos se acalmarem,não me encruzilharem nas crenças.Nas recordações do passado.Porque eu sei que o passado na maneira de amar não pode agarrar-se a este amor tão diferente.
Amor....Talvez seja o verdadeiro.
Sei que estou na tua vida para te mostrar a minha luz,o meu brilho ...Eu sou luz .
Ou melhor,que há luz .Que há energias que te centram. Eu sou o teu equilibrio,e não te vou asfixiar.
É por isso querido,que te emocionas quando te abraço...
Que dás por ti a sorrir por entre o beijo ... Olhos nos olhos.

Só tenho de deixar ter medo de me expressar,e mais uma vez libertar-me da crença de que só digo...digamos asneiras.

Não pertencer a ninguém e ninguém pertencer ao outro,e mesmo assim ter um amor perfeito,acredito nisto meu amor.
Acredito tanto!
Encontraste-me por isso...
E querido...espero tanto que tudo aconteça comigo ao teu lado.
Sim quero ser o teu verdadeiro amor.


Sim,és só e apenas o meu amor."

8 comentários:

izzie disse...

Engraçado... tenho estado a ter esse diálogo... e muitos dos meus últimos posts resumem-se também a isto...
Óptima escolha portanto :)

Beijinho

Andy disse...

Kaila, achei lindo!!!
"Recuo para os meus medos se acalmarem,..."
Bjinho gd

Vanessa. disse...

Que belíssimo diálogo :)

Pedro Barata disse...

Gostei bastante e isso fez-me lembrar de uma música!
Beijinhos

Kayla disse...

Izzie

Há histórias que são comuns,o que acontece é que as vemos sempre como as NOSSAS histórias,e por isso especiais,mas no fim iguais a tantas outras
:)

Andy
De outro trecho:
"Aceitar que tenho os meus meus medos,para me salvar."
bjinho

vanessa

Tb acho!:)

Pedro

:)
Já agora gostava de saber que música é...
fiquei curiosa....
:)

Lita disse...

Mesmo sem ler o livro, dir-te-ia de cor o nome do escritor! Apenas e somente porque lhe sinto a escrita, e as emoções!
Beijo! :)

Kayla disse...

Lita
O escritor não é conhecido,Joachim Carol.
:)

Lita disse...

Exactamente quem eu pensava! ;)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Prendas

Ocorreu um erro neste dispositivo